Acusados de matar jovem a facadas em Lagoa Grande são condenados a 12 e 17 anos de prisão

Após 11h de julgamento, o Tribunal do Júri condenou a 12 e 17 anos de prisão, em regime fechado, Ronan Nogueira de Lima, 23 anos, e Leonardo Gonçalves da Silva, de 33 anos, acusados de matar um jovem de 25 anos em julho de 2017, em Lagoa Grande, no noroeste do Minas Gerais.

Leonardo Gonçalves de da Silva, foi condenado a 12 anos de prisão e Roman Nogueira de Lima a 17 anos.

O réus responderam pelo crime de homicídio duplamente qualificado por motivo fútil e teve na acusação o promotor de justiça Bruno Marques de Almeida Rossi e na defesa os advogados Amanda Maria Martins e Gustavo Virgílio.

A condenação foi proferida pelo titular da 1ª Vara Criminal da Comarca de Presidente Olegário, juiz Manoel Carlos de Gouveia Soares Neto, na noite desta segunda-feira (2). Esta foi a primeira sessão do Tribunal do Júri em 2019.

Fonte: PO Hoje

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Fechar Menu